domingo, 3 de agosto de 2008

Posse

Pra quem perdeu, vou postar meu discurso, que é, na verdade, uma declaração de amor pelo meu clube, por este que se tornou minha família pontagrossense.

Vou abrir mão das formalidades nessa minha fala.
Companheiros, colegas, convidados, amigos! Esta é uma data muito especial pra mim, tenho certeza que pro companheiro Cléber também. Passa um filme diante dos olhos nesse momento, um filme que se inicia quase exatamente há um ano, quando eu assumia a presidência desse clube. Lembro-me que na ocasião, eu agradecia a confiança dos meus companheiros que me apoiaram a assumir o cargo. Mal sabia eu o quanto iria precisar deles, imaginava menos ainda a força que me dariam e a forma como conduziríamos juntos esse clube!
Hoje foi um dia saudosista... Remexendo minhas pastas encontrei vários papéis: o velho discurso da posse, já todo amassado, pautas de reunião, o plano de gestão todo rabiscado, rascunhos de regimentos, vixe, coisa pra caramba... Do plano de gestão, assumo que muito pouco foi realizado, no entanto, o feito mais importante não estava nele previsto.
Rasguei aquilo que não passava de um amontoado de folhas, pois não há gestão quando não há clube. Hoje sim, posso dizer com o maior orgulho, que o Rotaract Club de Ponta Grossa Uvaranas é um clube, ou melhor, mais que isso, é uma família! Uma família onde prevalece a amizade, o companheirismo, a garra, a coragem, a solidariedade, o respeito, o amor, acima de tudo, a união! Que outros sentimentos poderiam explicar esses grandalhões vendendo florzinha no sinal pra arrecadar fundos pro pagamento da taxa distrital? O que me dizem da vaquinha pra completar o que faltou? O que falar dos tantos churrascos, pizzas, pasteis e tudo mais, onde nunca nenhum companheiro deixou de ir porque não tinha verbas?
Mas nem tudo foram flores... é companheiros, passamos por alguns momentos difíceis... A dura realidade da nossa impotência diante do tamanho dos problemas no Santa Mônica, o afastamento de companheiros importantes, prejuízos grandes em projetos... Mas com certeza foram detalhes que nos uniram ainda mais e deram força pros outros trabalhos.
Conseguimos uma sala fechada pras nossas reuniões, doação de roupas no Santa Mônica, escrevemos nosso nome na história do distrito sediando a festiva de natal, o plantio de arvores em parceria com o Craque Cidadão, a venda de florzinha no sinal com a ajuda das eternas tias Zilda e Victória, a festa junina no lar das Vovozinhas, ação esta que eu sei, deixou marcas profundas em todos nós.
Alguns companheiros saíram, outros se afastaram, velhos companheiros voltaram, novos entraram, e assim nossa família foi crescendo e se estruturando, e o que um dia foi motivo de incerteza, e porque não contar a vocês, de desespero, hoje é motivo de alegria. Não somos apenas companheiros de clube, não estamos juntos uma vez por semana numa reuniãozinha e depois não nos vemos mais. Estamos sempre juntos, festejando as boas notícias ou apoiando uns aos outros nos momentos ruins... Somos tão amigos que resolvemos ficar tristes todos juntos certo? o que dizer daquela reunião deprê lá em casa?
Não posso deixar de agradecer o Rotary Club Uvaranas, que sempre manteve suas portas abertas e nos deram todo apoio necessário. Não dá pra deixar de citar em especial a dona Bete que gentilmente cedeu sua chácara e muito de seu tempo para a realização da nossa festiva de natal e o companheiro, grande amigo Sérgio que se desdobrou junto com a gente em cada projeto, cada ação, sempre pronto a nos ajudar. Com certeza, sem esses dois a festiva de natal do distrito 4730, sediada por nós, não seria o sucesso de comentários e motivo de orgulho que foi!
Senhores convidados, sei que falei demais, e só dos sócios deste clube, mas tenham a certeza que estão diante dos melhores exemplos de o que é ser rotaractiano. Peço desculpas, mas não havia outra forma de terminar esta gestão, a não ser falando dessas pessoas maravilhosas que Deus colocou no meu caminho, os sócios do Rotaract Club de Ponta Grossa Uvaranas.
Há 1 ano eu citei a frase “Não é digno de saborear o mel aquele que se afasta da colméia com medo das picadas das abelhas.” Pois hoje eu digo, se esse é o sabor do mel, que venham todas as abelhas, cada uma das picadas valeu muito a pena.
Ano passado, eu comecei meu discurso agradecendo a confiança que depositaram em mim, mesmo sabendo da minha falta de experiência na família rotária. Hoje, ao encerrar a gestão, eu volto a agradecer, dessa vez não à confiança, mas sim a força que sempre me deram e a oportunidade de saborear esse gostinho de vitória com um toque de quero mais. Acredito que honrei meu compromisso com este clube, levei, e continuarei levando, seu nome, por onde quer que eu vá. Estarei sempre presente lutando a cada dia ao lado desses que tenho a honra de chamar companheiros.
Morcego, Ná, Manú, JP, Bruno, Jussara... Não poderia me despedir de outra forma se não reafirmando, e dessa vez com testemunhas: eu amo vocês.
Obrigada.




Só quem estava lá pode conferir o que essa família fez... sem palavras pra agradecer... impossível não dizer que eu amo vocês!!!

3 comentários:

Diego Conrado disse...

Venho deixar aqui o meu agradecmento a todos os membros do rotaract uvaranas, pelo reconhecimento ao belo trabalho feito pela nossa querida Tauana, e que a seu exemplo, todos os outros presidentes sigam seus passos. Deixo aqui minha singela homenagem, mais em especial, o agradecimento a todos que reconheceram seu belo trabalho....

sem mais... obrigado!
Diego

T@u! disse...

Pô Diego, meu trabalho não foi nada perto do q essa turma ai fez... foi uma gestão dificil, mas foi compensador... sem palavras pra dizer a importancia desse clube na minha vida em ponta grossa... sem eles eu nao seria nada, nao em termos de presidencia, clube, mas em termos de pessoas... sem essa turma, eu nao teria força pra aguentar a vida aqui, devo muito a eles, eu é que devo homenageá-los a cada dia....

Nachali disse...

Nossa
mas estams inspirados hje hein!

Olha Diego, a Tau foi uma presidente maravilhosa. Batalhou muito pelo clube e conseguiu trazer de volta sócios muito especiais!

Tau obrigada pela tua persistencia, e vamos em frente que temos que continuar o trabalho...

Amo vc menina!
(sem lesbianismos, só um reconhecimento de quanto te adimiro)